Definição do que é um filho

February 26, 2016

“Filho é um ser que nos foi emprestado para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isso mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é expor-se a todo o tipo de dor, principalmente o da incerteza de agir corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo.”
(José de Sousa Saramago)

O que é ser uma só carne com a minha esposa?

February 25, 2016

Esta pergunta se direciona a pontos essenciais do matrimônio cristão. Vamos buscar uma resposta iluminada por textos bíblicos. Tentarei ser breve e encontrar respostas sejam descritas em algumas passagens bíblicas.

 

Definição do termo “ser uma só carne” no casamento

 

Vamos encontrar no primeiro livro da Bíblia no livro do Genesis, descrevendo a criação de Eva, o termo “uma só carne”. O texto assim se apresenta: “Então, o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne. E a costela que o Senhor Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe. E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada. Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne. Ora, um e outro, o homem e sua mulher, estavam nus e não se envergonhavam” (Gênesis 2,21-25). Portanto conforme a descrição em Genesis o termo “uma carne” significa que nosso corpo é inteiro e não se divide em pedaços. Deus estabeleceu neste fato descrito o relacionamento matrimonial. Não há mais duas entidades (homem e mulher), mas agora há apenas uma entidade (um casal).

 

Características que se apresentam no relacionamento matrimonial

 

Quanto à duração da vida matrimonial

 

Novamente vamos a Bíblia para encontrarmos respostas. O Novo Testamento no Evangelho de Mateus manifesta o pensamento de Jesus nestas palavras: “Deus criou o casamento para que o casal permanecesse junto até que a morte os separasse (conf. Mateus 19,6).

 

A quebra do ser “uma só carne” do casal

 

Contrariamente a vontade inicial do casal, motivados por muitas causas o casal até poderá separar-se. Este fato é contrário ao plano de Deus, não teremos mais dois “inteiros”, mas sim duas metades. Estas duas metades são separadas bruscamente uma da outra.

 

Como acontece a unidade do casal

 

Espiritualmente, intelectualmente, financeiramente e de toda outra forma, o casal deve buscar a unidade. A exemplo do corpo humano sabemos como uma parte do corpo cuida das outras partes (o estômago digere comida para o corpo e o sustenta, o cérebro decide e dirige o corpo para o bem, as mãos trabalham a favor do corpo, os pés nos fazem andar e nos levam a diferentes lugares etc.), assim também deve acontecer no casamento o parceiro deve mostrar carinho e cuidado um pelo outro. Cada um não deve ver o dinheiro adquirido com o trabalho como “meu” dinheiro, mas sim como “nosso” dinheiro, vamos desfrutar juntos. A carta de Paulo aos Efésios 5,22-23 e o livro dos Provérbios 31,10-31 demonstram a importância do princípio de “unidade” colocado em prática para o marido e sua esposa respectivamente.

 

A unidade física do casal

 

O casal se torna uma só carne resultando à geração dos filhos que essa união produz; esses filhos agora contêm informações genéticas do casal como resultado dessa união. São Paulo aos Coríntios nos ilustra muito bem este aspecto: E até mesmo no aspecto sexual desse relacionamento, eles não devem considerar seus corpos como pertencentes a si mesmo, mas ao seu cônjuge (conf. 1 Coríntios 7,3-5).

Essa união do casal buscando o que é melhor para o outro não é algo que acontece automaticamente. No livro do Gênesis 2,24 o homem é ordenado a “unir-se” a sua esposa. Deste acontecimento duas conclusões podemos tirar: Uma primeira demonstra o retrato do relacionamento que o casal deve ser. A outra é a de conquista persistente do esposo na convivência com sua esposa. Falando em “conquista” devemos entender como ir além do tempo do Namoro que conduz a um noivado e ao casamento, mas este perseguir deve, outrossim, continuar por todo o tempo da vida matrimonial.

 

Em conclusão

 

Por melhor que seja viver juntos “ser uma só carne” preocupando-se com as necessidades um do outro, Deus tem um propósito muito importante para o casamento. Assim como o esposo e a esposa estavam servindo a Cristo com suas vidas antes do casamento agora devem servir a Cristo juntos como unidade e criar seus filhos para servir a Deus (conf. 1 Coríntios 7,29-34; Efésios 6,4). O casal Priscila e Áquila, em Atos 18, é um belo exemplo disso. À medida que um casal almeja servir ao Senhor junto, terão a alegria que o Espírito do Senhor proporciona a aqueles que o amam (conf. Gálatas 5,22-23). No jardim do Éden, três pessoas estavam presentes (Adão, Eva e Deus) e a alegria neste convívio fazia parte desse relacionamento. Portanto, quando Deus está no centro do casamento, existirá alegria, realização humana, vida bem vivida. Sem Deus, uma união duradoura não é possível.

Please reload

Carlos Guglielmeli

Neste espaço famos falar de família, igreja, e relacionamentos.

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon