• Carlos Guglielmeli

Os alagamentos provocados pelas chuvas em Valparaíso são culpa exclusiva desse ou daquele prefeito?



O brasileiro tem memória curta e não se apega aos detalhes, e mudar isso vem se tornando cada dia mais possível e importante, ainda mais nesse ano eleitoral em que se decide o futuro da cidade pelos próximos quatro anos.


A pregunta do título não pretende condenar ou absolver o atual gestor de Valparaíso, Pábio Mossoró (MDB), ou algum anterior, apenas propõe uma reflexão mais esmiuçada sobre o assunto para que não nos deixemos ser enganados por "contos do vigário" de "A" ou "B".


Primeiro é preciso lembrar que nunca houve outra estrutura de drenagem, portanto qualquer coisa que se tenha ou falte hoje, boa ou ruim, não é de agora, é congênito. Só os transtorno estão mais graves agora porquê outros fatores fizeram aumentar o volume proporcional da água correndo por cima da terra.


A impermeabilização do solo em Santa Maria (DF), somada à nossa própria e a posição geográfica de Valparaíso em relação à cidade satélite, são alguns desses fatores.


Outro agravante, está à margem oeste da BR 040, onde houve uma diminuição na capacidade de vasão da galeria já existente no local. Ao passar pela cidade com o duto ligando Corumbá IV e Brasília, a CAESB danificou as bacias de contenção dessa estrutura de drenagem.


Segundo as estimativas dos Tribunais de Contas, a média de disponibilidade financeira que os municípios conseguem para reinvestir em infraestrutura é de 4% dos seus orçamentos anuais, o equivalente à R$ 12,9 milhões em 2018 aqui. Um valor irrisório para esse tipo de obra, que antecede e garante qualidade e durabilidade na pavimentação asfáltica.


Com a proximidade das eleições, o assunto obviamente será muito explorado, pois mobiliza as pessoas devido os danos e transtornos gerados "in real time". Mas “a César o que é de César”, a população precisa ter calma para raciocinar sobre os diversos questionamentos que vão surgir agora, nesse tempo de guerra entre os políticos.


Com os adventos da internet, das redes sociais e a consequente abundancia de informações, tanto de boa quanto de má qualidade, é esperado e até desejado que os eleitores não se percam em fofocas, sensacionalismos, boatos e principalmente nas Fake News.


No momento, por exemplo, pouco se dá a devida importância ao fato nas mídias e menas pessoas ainda sabem disso, mas Valparaíso está evoluindo no assunto com a elaboração do "Plano Municipal de Saneamento", que possibilita a busca pelos recursos verdadeiramente capazes de resolver o problema.


Mas respondendo a pergunta do título, a verdade sob meu ponto de vista é que esse problema não é exclusivo de uma gestão e não tem uma solução fácil, se algum candidato apontar o dedo, culpando outro, e ou disser que tem uma solução rápida e simples para o assunto, pode correr dele, está fazendo politicagem, mentindo.


Que as escolhas sejam feitas por um ou outro, tanto faz, desde que os motivos sejam os certos. Aí cidade estará bem encaminhada.


Caso você queira sugerir algum assunto para debatermos as nossas opiniões, preencha o campo “Fale Conosco”, um pouco acima e ao lado, que vamos repercutir sobre o tema.
Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon