• Carlos Guglielmeli

Em tempos de coronavírus, quando usar máscaras? Quando mandar os filhos usar máscaras na escola?



A primeira resposta para as duas perguntas é: “Quando você achar que deve e quando isso lhe deixar mais seguro ou segura”. Não se preocupe com que os outros vão achar de você, se vão acha-lo ou acha-la paranoica ou paranoico. Precisamos diminuir a tenção.


Ok, mas há outras informações sobre este mesmo tema que podem complementar ou mudar a resposta anterior, que foi muito confortável para quem está só um pouco preocupado(a) consigo e muito temeroso(a) pelos filhos, pais e avós.


A mais importante dessas informações é que, no caso do coronavírus, as máscaras são indicadas principalmente para quem tem sintomas ou que está com a doença e não o contrário.


Se você ou seu filho estiver tossindo, espirrando e usando a máscara, certamente ninguém vai vê-los como paranoicos, ao contrário disso. A população agradece e neste caso usem mesmo.


Conforme a OMS (Organização Mundial de Saúde), não há comprovação de que as máscaras impeçam a contaminação por consequência do seu uso. Óbvio que impede sim, até certo ponto, mas as autoridades querem evitar uma corrida atrás desse produto e um consequente desabastecimento do mercado.


É bem mais racional usar as máscaras em quem pode estar infectado, pois do contrário não haveria para todo mundo.


Observação: As máscaras cirúrgicas só são eficientes durante duas horas, depois disso a umidade que sai da nossa respiração, dos nossos espirros ou tosses as encharca, abrindo micro espaços que permitem a passagem das “gotículas”.


Mas quando a máscara é recomentada para quem está bem e quer se prevenir?


Bom, pensando naquele desabastecimento do mercado que as autoridades querem evitar, devo ser criticado por essa opinião, mas eu usaria máscara todas as vez que entrasse em um transporte coletivo ou tivesse que estar em local de grande aglomeração.


O brasileiro ainda não tem aquela "educação respiratória" do asiático que usa essa instrumento principalmente quando ele põe os outros em risco, por menor que seja.


Além disso, sempre teria comido uma máscara e deixaria outras com meus filhos também, para que as usemos quando tivermos por perto aqueles mal-educados, sem noção que vão para o trabalho, para as salas de aula tossindo ou espirrando em nossos cangotes, em nossas caras.


Existem regas de bom senso sobre o uso das máscaras cirúrgica para se prevenir contra o coronavírus, mas isso vai obedecer as particularidades de cada um. Usemos quando for certo sob nossos pontos de vista.


Lavar as mãos por no mínimo 20 segundos, usar o álcool em gel sempre que essa lavagem for impossível, não levar as mãos aos olhos, boca e nariz são atitudes tão importantes quanto o uso das máscaras na prevenção contra o coronavírus.


Fica aí a opinião.

Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon