• Carlos Guglielmeli

Atrás no na corrida eleitoral e desesperado, vale tudo para Pábio Mossoró



Com a "água batendo no queixo", a campanha de Pábio Mossoró (MDB) entrou no "vale tudo" para tentar alcançar a rival Lêda Borges (PSDB), até deixar no ar mais uma traição em seu currículo, a contra seu próprio partido.


Além da intensificação na publicação de Fake News por parte de seus apoiadores, Mossoró anunciou nesta segunda-feira (09) a realização de uma carreata, em horário de expediente diga-se de passagem, com a presença do governador Ronaldo Caiado, o mesmo que a dois anos no comando do estado não mandou absolutamente nada para a cidade, ao contrário disso fechou duas Escolas e cancelou todos os investimentos do Programa Goiás na Frente destinados à Valparaíso.


Pábio Mossoró até entrou na justiça por causa desse calote de Caiado.


Pois bem e a traição? O fato é que o partido de Caiado tem o candidato a vice-prefeito na chapa de Elvis Santos (SD) e vai ser o rival de Daniel Vileta, presidente estadual do MDB nas próximas eleições, então não faz sentido o governador apoiar um candidato que vã dar forças ao seu concorrente, a não ser que ele não vá honrar com o emedebista.


Então essa aproximação pode ser o anúncio de mais uma traição de Pábio Mossoró contra sua liderança e seu partido.


Compreensível, é o que resta à Mossoró, faltando tão pouco tempo para a votação, estando atrás na preferência popular e em queda livre.

Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon