• Carlos Guglielmeli

Sob o comando de Sônia Chaves, Novo Gama regride ao tempo em que foi emancipado e não tinha nada


Dando uma de “tio pavê”, aquele que faz as piadas mais batidas e óbvias tipo: “uai, é pavê, não é pra comer?”, pode-se dizer uma coisa sobre o município, “em Novo Gama está uma fartura, farta saúde, falta educação, falta infraestrutura, falta transparência, falta segurança, falta tudo”.

A cidade parece que foi emancipada agora e de distrito virou município sem ter aparelhos públicos em funcionamento.

Novo Gama não tem nenhuma unidade de saúde que faça algum procedimento mínimo, as escolas estão aos pedaços, funcionando precariamente com servidores desmotivados pela desvalorização e pelas próprias condições insalubres de trabalho.

Sônia Chaves exibe em sua imprensa comprada, “fotinhas de micro intervenções” que alcançam parcelas mínimas da sociedade e sobre o ponto de vista midiático, parecem obras faraônicas. Na contrapartida é alvo de denúncias pesadas e incontestáveis de um único vereador, Christovam Machado, que se tornou o pesadelo diário da prefeita.

Já teve carro oficial sendo dirigido pelo “primeiro damo”, fora do horário de expediente, pego em uma Blitz embriagado e na companhia da prefeita. Também houve o caso da fortuna paga pela arbitragem de futebol amador, mais caro que em alguns torneios profissionais, houve o caso da “queijolândia”, em que foram comprados 500 quilos de queijo para a degustação dos políticos poderosos e por aí vai.

Todo flagrado e denunciado por um único vereador entre os 15 da cidade, Christovam Machado, os outros se calam, provavelmente para manter suas tropas de cabos eleitorais contratados na prefeitura.

Não para por ai, a cidade está sem uma manutenção mínima de infraestrutura, desaparecendo em buracos, na lama quando chove, ou na poeira durante a estiagem. A população usa um transporte coletivo sucateado e desordenado, ou bronzeada pelo sol, ou molhada pela chuva.

Novo gama é uma verdadeira liquidação de situações degradantes para a sociedade e o pior é que tudo ainda pode piorar, pois mesmo sem prestar serviços para a comunidade, também é o município goiano com o maior déficit orçamentário.

Mas mesmo assim Sônia Chaves quer ser reeleita.

E o povo, será que está disposto a continuar nessa penúria? A, já ia esquecendo, agora até água para beber e tomar banho falta em Novo Gama.

Dorme com esse barulho aí.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon