• Carlos Guglielmeli

O petismo que sobrevive pelas mentes seletivas e nas coxas da conveniência


Mente seletiva ou, formação moral seletiva, esses são termos elegantes para definir o senso crítico volúvel e duvidoso de um petista. E olha que essa constatação não é abstrata, ela é materializada no confronto entre os próprios posicionamentos deles mesmos. Quer entender? Então preste a atenção:

Recentemente a Folha de São Paulo disse que empresários estariam comprando pacotes de notícias contra o PT e o seu candidato Haddad para beneficiar o candidato do PSL Jair Bolsonaro. Isso tudo sem apresentar uma única foto ou comprovação. Pronto, só isso, só uma publicação da Folha de São Paulo, que no passado também já foi imprensa comprada e ou imprensa golpista para os petistas, é prova inequívoca e basta para condenar Bolsonaro.

Repentinamente os petistas passaram a ser contra o “caixa 2”, que neste caso, até agora não tem nenhum indício concreto de comprovação.

Isso tudo aconteceu da quarta-feira, 17 de outubro de 2018 para cá.

Por outro lado, desde 2014 uma investigação robusta vem pondo corruptos na cadeia, vêm apresentando provas, confissões, delações, documentos, fotos, filmagens, gravações, circunstâncias e tudo mais que se possa imaginar contra o maior dos petistas, o Lula e vários outros.

Mas nada disso bastou, mesmo o Lula tendo sido filmado dentro do tríplex ao lado do dono da empreiteira, mesmo a Polícia Federal tendo encontrado o rascunho do contrato de aquisição do imóvel, mesmo o construtor confessando, mesmo com a troca de mensagens, mesmo com os cruzamentos de ligações, mesmo com o depoimento do porteiro... Mesmo assim Lula, para eles, é inocente. Mesmo seu filho tendo acumulado fortuna inexplicavelmente... No Sítio de Atibaia só haviam pertences de Lula e família, só eles frequentavam o lugar. Os lençóis do quarto principal da casa tinham as iniciais do petista e da esposa, as fotos espalhadas por todo o imóvel eram do casal, seus filhos e netos, os pedalinhos e os barcos tinham seus nomes, os empreiteiros entregaram planilhas à Polícia Federal mostrando a conta da propina para reformar o local...

Mesmo assim Lula, para eles, é inocente. Mesmo com todas as evidências.

Eles, os petistas, perguntam: Cadê o contrato no nome do Lula? Como se estelionatários fizessem contratos em seus próprios nomes. Mas não perguntam cadê alguma comprovação da matéria feita pela Folha de São Paulo, cadê alguma ligação do Bolsonaro com empresários.

Esses “cadês” ai não contam, não são convenientes como é conveniente os “cadês do Lula”.

Mentes perturbadas e índoles duvidosas, só isso pode explicar tanta incoerência, tanta safadeza moral. Mais uma vez: Mas (...) Como a diferença entre o remédio e o veneno é a dosagem:

O exagero dos absurdos petistas, que por sorte são assim, abundantes ao ponto de não mais passarem desapercebidos, hoje funcionam como uma afronta à inteligência alheia, um tapa na cara que acordou aqueles que hoje pretendem e podem interromper a vitória dos criminosos em detrimento da sociedade de bem.

Óbvio que eu sei que esse texto, grande e sem muitas figurinhas, não vai entrar em tais mentes.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon