• Carlos Guglielmeli

Opinião - Baixaria na política não é incomum, mas em Valparaíso a coisa está anormal


O meio político não é um lugar para puritanos, vamos deixar a demagogia de lado, mas o baixo nível em Valparaíso está superado qualquer conceito folclórico de “puteiro”, e dessa vez não é culpa dos políticos eleitos, pelo contrário.

Xingamentos e histórias inventadas que nunca são provadas ou até provadas, mas com documentos ideologicamente falsos, forjados em “falsas comunicações de crime”, são doces na boca de derrotados e preteridos, até que a polícia comece a pega-los, pois alguns desses atos dão cadeia, principalmente para quem não é réu primário.

Já dizia o ditado “quem não tem competência não se estabelece”. A 10 anos acumulando derrotas atrás de derrotas, um dos praticantes dessa “política baixa” na cidade xinga, denigre a imagem de filhos menores, esposas, amigos e familiares daqueles que considera adversário.

Vamos pegar esse “ancião démodé” como exemplo, , ele trata as questões da cidade sob um ponto de vista absurdo, observe o cúmulo e o baixo nível desses políticos:

* Em um áudio que esse cidadão publicou no grupo do WhatsApp, a meses atrás, ele disse que "o problema de Valparaíso são os pobres que trabalham em Brasília". E completa numa outra publicação que "se um dia fosse autoridade aqui, proibiria essas pessoas de entrar na cidade".

Qual a moral uma criatura dessas tem para falar mal ou bem desse ou daquele político?

Pela baixa qualidade dessas personalidades, quem é de bem fica longe de quem age assim e o mais perto possível de a quem esse tipo se opõe.

O maior desgosto dessa turma é que a impopularidade causada pelo desgaste comum aos mandatos não chegou ao prefeito Pábio Mossoró, ele circula fácil em todos os bairros da cidade e mantém um diálogo positivo com a população. Isso assustou os derrotados e os que queriam ganhar dinheiro fácil no governo. Dessa vez, como poucas as outras, tem que trabalhar.

Os derrotados estão se vendo sem chances de vitória futura e os larápios não vão conseguir suas “tetinha”.

Infelizmente a internet sujeita as pessoas a esse tipo de conduta, mas felizmente ela também informa. Hoje as pessoas, mesmo que pela dor se politizaram, não se curvam mais à conversas moles e ou BOs que nunca aparecem e consequentemente descredenciam futriqueiros. Restou apenas a baixaria.

Atenção, pois baixaria normalmente é coisa de desqualificados, fique longe deles.

Enquanto uns se contorcem, rangendo os dentes, ladrando, a vida segue e Valparaíso parece caminhar a passos, nem apressados nem lentos, mas em ritmo cadenciado pela responsabilidade e consistência, para o desenvolvimento.

Importante mesmo é se manter distante desse tipo de política e de todos os políticos que dela queiram se fazer.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon