• Carlos Guglielmeli

Além de uma patologia psicológica, segundo pesquisa IBOPE, baixa escolaridade brasileira também expl


Em valores, o ex-presidente está no centro dos maiores escândalos de corrupção da idade moderna. Nunca se viu tanto dinheiro roubado no mundo, o discurso que mais se escuta nas ruas é que “o povo brasileiro não aguenta mais tanta roubalheira”, mas mesmo assim Lula lidera as pesquisas de intenção de votos para presidência da república em 2018.

A primeira explicação para esse fato é uma Patologia Psiquiátrica chamada Síndrome de Estocolmo, que é o nome dado para o estado psicológico em que uma pessoa submetida a um tempo prolongado de intimidação, agressão e submissão, acaba desenvolvendo simpatia, admiração e até sentimentos intensos como paixão pelos seus agressores.

Assim como a austríaca Natascha Kampusch demonstra afeição por Wolfgang Priklopil, homem que a sequestrou quando ela tinha apenas 10 anos, a manteve em cativeiro e a estuprou por 08 anos, boa parte do povo Brasileiro quer ver Lula presidente novamente.

Uma pesquisa qualificada recente do IBOPE revela que um outro fator beneficia Lula na disputa para presidente em 2018, é a baixa escolaridade Brasileira. Nas camadas sociais, quanto menor o nível de escolaridade, maior é o apoio do ao ex-presidente.

Segundo o IBOPE entre as pessoas com ensino superior, Lula empata em 21% nas intenções de votos com Bolsonaro, quando a medição é feita entre pessoas que completaram até o ensino médio o ex-presidente sobe para 31% da preferência popular, entre os que estudaram apenas o ensino fundamental até a 8ª série, o petista sobe para 43% e quando baixamos ainda mais o nível de escolaridade para os que estudaram apenas até a 4ª séria primária, a aceitação de Lula chaga a 44%.

O adversário mais próximo à Lula, Deputado Jair Bolsonaro, faz o caminho exatamente inverso na preferência do eleitorado, quando a escolaridade é considerada.

Analisando esses dados, entre outras estratégias, talvez colocar a ideologia de gênero para criar polêmica nas escolas e consequentemente tirar o foco da baixa qualidade e alcance do ensino brasileiro seja mesmo uma estratégia de poder.

Com um olhar rápido nesses dados e conceitos é possível concluir que o apoio à Lula é ou psicótico ou ignorante. Além, lógico, do clientelismo daqueles que ganham alguma coisa com o retorno do ex-presidente ao poder.

Parece não haver outras explicações para a liderança do petista tão atolado em denúncias de crimes e até já condenado. Minha opinião.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon