• Carlos Guglielmeli

Ferrovia ligando Goiânia, Anápolis e Brasília pode sair do papel em 2017


“Imagine a gente entrar num trem aqui na Rodoviária de Goiânia e chegar no Centro de Brasília em 50 minutos a uma velocidade de 260 km/hora”. Idealizado pelo governador Marconi Perillo em 2001 e chamado por ele mesmo de “sonho”, isso pode estar perto de sair do papel.

Durante a edição do programa Governador Responde da última sexta-feira (7/02), onde o governador “bate um papo com internautas” Marconi Perillo revelou que há investidores estrangeiros interessados em apostar nesse “sonho” e que a licitação poderá ser lançada ainda este ano.

Segundo o governador, o otimismo sobre o assunto aumentou depois de uma reunião que teve na semana passada com o diretor geral da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), onde ele teve acesso ao Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e ambiental do trem de passageiros no corredor Brasília/Anápolis/Goiânia realizado pelo consórcio formado pelas empresas EGIS, LOGIT, JGP e Machado Meyer finalizado a 10 dias, que teve duração de 05 anos.

O custo do projeto é estimado em R$ 9 bilhões. O plano de investimentos apresentado sugere a realização de uma Parceria Público-Privada para a construção da obra, com destaque para o baixo investimento público a ser executado pelos governos federal, de Goiás e do Distrito Federal.

Segundo o governador, a última proposta de modelagem de engenharia e financeira é muito positiva, pois o desembolso dos estados é mínimo, o que viabiliza o projeto.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon