• Carlos Guglielmeli

Violência em Valparaíso é tão grande que nem Igrejas e religiosos escapam mais


A Situação é precária em toda a cidade, a violência é tanta que a sociedade já está perdendo sua capacidade de se espantar ou se indignar com as cenas e estatísticas de guerra.

A ousadia dos bandidos, ou sua incredulidade na capacidade policial local, é tamanha que eles agem cotidianamente nos bairros como se estivessem cumprindo horário de trabalho em uma empresa qualquer.

Pela manhã o caminho e as paradas de ônibus no Céu Azul são o point, no horário do almoço e no meio da tarde as redondezas do CAIS e o bairro Jardim Oriente são a preferência, no final da tarde o Esplanada I, Cidade Jardins e Esplanada II passam a ser a bola da vez, já ao cair da noite a coisa vira festa no caminho entre as paradas de ônibus e as residências por toda a cidade de maneira generalizada.

No bairro Esplanada I a Paróquia Sagrado Coração de Jesus foi alvo dos bandidos que renderam as pessoas em seu interior, pela segunda vez em poucos meses, no dia 06 passado. Dessa vez além da secretária paroquial os bandidos aterrorizaram o Bispo Coadjutor Dom Waldemar, o Pe. Reinaldo, Pe. José, Pe. Jorge e Pe. Wayne, que lá estavam em uma reunião.

A vida fácil da bandidagem é tão grande que eles não temem nem o oculto, tiveram o descaramento de levar a Cruz Peitoral e o Anel Pastoral do Bispo, além dos pertences comuns como relógios e celulares de todos os outros rendidos.

Alguns meses atrás bandidos abordaram uma Pastora na saída de sua igreja também no bairro Esplanada I, na frente de todos, levaram-na em seu próprio carro que tomaram de assalto e antes de lhe abandonar em outra cidade a violentaram.

Esses são alguns casos dentre tantos que parecem uma das epidemias da cidade que sofre com a falta de iluminação, de serviços de saúde dignos, de vagas nas escolas, de coleta de lixo, de transporte público e de segurança entre tudo mais.

Segurança é um serviço público de responsabilidade estadual e o bem-estar geral dos cidadãos é uma atribuição do município, que deve ter a capacidade de buscar melhores condições com qualquer que seja os governos estadual e federal.

Valparaíso vive um estado de calamidade em todos os seguimentos e parece esperar por um milagre do prefeito eleito Pábio Mossoró que vai ter que fazer do pouco muito e do lixo o luxo, como gosta de destacar sua Vice Prefeita Dra. Zeli.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon