• Carlos Guglielmeli

Câmara Municipal de Valparaíso aprova aumento real de 4% no IPTU


Em seção ordinária na Câmara Municipal de Valparaíso, entre outros assuntos, hoje foi votado o projeto para correção do IPTU a ser cobrado em 2017.

O debate sobre este assunto vinha acalorado. Mesmo sendo um projeto do atual governo, acabou se transformando em uma disputa entre o próximo governo eleito e o grupo político derrotado nas urnas.

No final das contas foi aprovado o aumento real de 4% sob o imposto desse ano. Para que se entenda o que isso significa, pode-se dizer que quem pagou R$ 300,00 de IPTU em 2016 terá um aumento real de R$ 12,00 em 2017.

Em suas justificativas de voto, tanto o Presidente da Câmara Elvis Santos quanto o Líder do governo Lucimar Vereador Zeca disseram que aprovaram o projeto com o pequeno aumento, assim como veio da prefeitura, para dar condições de trabalho ao próximo prefeito e consequentemente poderem lhe cobrar serviços públicos de qualidade no próximo ano.

Os vereadores Marcus Vinícius e Afrânio Pimentel foram acusados pelos colegas de revanchistas e de estarem tentando sabotar a próxima gestão por ter lhes vencido nas urnas ao proporem aumento zero para o próximo ano.

Seguindo o pensamento do Presidente Elvis Santos, a falta desses 4% sobre todo o imposto predial arrecadado na cidade faria muito mais falta no retorno que ele pode dar em serviços públicos do que os R$ 12,00 de cada contribuinte, conforme o exemplo acima.

Além do aumento real os IPTUs serão acrescidos da correção normal estabelecida pelo IPCA.

Que o aumento zero seria melhor psicologicamente, isso não resta dúvidas e é consenso entre todos os vereadores, porém os gestores precisaram ter responsabilidade com o caixa da cidade.

Essa correção do imposto é para a próxima gestão, recém eleita, portanto somente em 2017, quando esse processo se repetir, é que a sociedade vai ter condições de avaliar se o investimento vale ou não a pena. Por enquanto a esperança de dias melhores depositada nas urnas está viva.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon