• Carlos Guglielmeli

A sabedoria popular deve ser o fiel da balança nessas eleições


Com tamanha descrença na classe política, boa parte da sociedade se distanciou por completo do assunto, porém as eleições estão se aproximando e a sabedoria do povo começa a aflorar.

As pessoas estão acordando para o fato de que alguém será eleito impreterivelmente e que se elas não escolherem seus candidatos, terão de se sujeitar à escolha dos outros.

Como candidato estou batendo de porta em porta, muitas vezes sendo mal tratado, mas em algumas vezes sendo surpreendido pela inteligência simples e educação de alguns. Foi o que aconteceu ao visitar o Sr. Raimundo Nonato em sua barbearia ali no Anhanguera A.

Segundo o Sr. Raimundo Nonato, principalmente nós, os candidatos de primeira vez, não merecemos levar os mesmos “nomes” que os bandidos que aí estão e completou dizendo que se ele votar em um novato e o mesmo não se sair bem ele corrige a escolha no próximo pleito.

Não tem para onde fugir, alguém será eleito. Segundo “Platão”, o povo que não se envolve com a política, certamente será governado por políticos mal-intencionados.

O importante é estabelecer os critérios certos para a escolha, parentesco, amizade, nada disso podem ser argumentos para definir um voto. O voto com maior probabilidade de acertar é aquele dado a quem se reconhece a capacidade de gerir bem nossa cidade, a quem tem boas ideias e pode ter capacidade técnica de transformas essas boas ideias em benefícios concretos.

A campanha eleitoral entrou na reta final, agora é hora de parar para pensas e escolher.

Boa sorte Valparaíso.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon