• Carlos Guglielmeli

Guarda Municipal de “faz de conta” é criada apenas para propaganda eleitoreira?


Segundo notícia vinculada hoje no Blog do Amarildo a tão sonhada Guarda Municipal de Valparaíso foi aprovada na Câmara Municipal, na essência de um projeto vindo da prefeita Lucimar/PT.

Finalmente, mas agora ficaremos mais seguros?

Não. Infelizmente essa notícia não passa de uma enganação eleitoreira.

Mais uma vez esse governo de Lucimar/PT e sua bancada mentem para a sociedade, pois na prática o que estão criando não passa de um papel para, supostamente, usarem em suas campanhas eleitorais.

O tal projeto foi aprovado por unanimidade, inclusive com o voto de Pábio Mossoró que é pré-candidato a prefeito, faz oposição forte aos desmandos desse governo e discorda do modo como a Guarda está sendo implantada, porém a aprovação do projeto errado seria inevitável mesmo sem o sim do prefeitável que deu o recado demonstrando que é a favor da corporação e que pretende corrigir esses erros na próxima gestão.

Segundo o presidente da Câmara Elvis Santos, o próximo prefeito poderá, para não dizer “terá que”, equipar e formar o efetivo da categoria. Ou seja, estão fazendo cortesia com o chapéu alheio, pois essa criação agora não tem efeito prático imediato para população. Não passa de um ato eleitoreiro.

Como eu já disse em publicação anterior esse projeto consiste em apenas mudar o nome de “Vigilante Patrimonial” (aqueles que ficam dentro das repartições públicas vigiando o patrimônio), para Guarda Municipal. Eles vão continuar lá, não vão vir para as ruas ajudar a Polícia Militar a proteger os cidadãos.

Trocando em miúdos, essa Guarda Municipal da Lucimar/PT e do Elvis não passa de propaganda. Eles não estão colocando nenhum agente de segurança nas ruas para proteger as pessoas do perigo. Tudo vai continuar ruim como está e eles propagando a notícia da “ilha da fantasia”.

Como vereador, não seria essa a minha proposição, porque não gostaria de ser lembrado pelas notícias que criei e sim pelo bem que produzi de fato.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon