• Carlos Guglielmeli

Minha história política e um pouco mais


Desde 1990 morando em Valparaíso, iniciei minha militância política ainda na adolescência, ainda no tempo da rebeldia e da imaturidade, portanto comecei no campo da esquerda, no PT. Em 2003 já percebi o engodo e fui para o PCB a convite do meu guru da época Roberto Rocha. Neste mesmo ano me tornei presidente partidário pela primeira vez e conheci a “pdtista” Leda Borges com quem me identifiquei pela maneira aberta, franca e direta de dizer o que tem que dizer.

Nas eleições de 2008, ainda no PCB, celebrei uma nova coligação majoritária com Leda Borges que naquele momento já estava no PSDB, o que não foi compreendido pelo diretório estadual de meu partido, que mesmo entendendo que ela era a melhor opção para a cidade não aceitou o acordo por diferenças ideológicas partidárias.

Por esse fato acima fui destituído da presidência partidária e verbalmente expulso do partido. Digo verbalmente porque a direção estadual do PCB não formalizou seu ato de expulsão no cartório eleitoral e por isso meu nome ficou constando em suas listas de filiado até pouco tempo atrás.

Casado com uma esposa de fazer inveja, que por indicação da Deputada Leda Borges e por ter atendido todas as exigências do estado, foi nomeada para trabalhar em um órgão onde bate seu ponto sem atraso todos os dias a um ano, atende um número expressivo de goianos a cada expediente e que, portanto, não deve nada a ninguém (Esse assunto não é um tabu que nos incomode), finquei raízes mais profundas nesse chão

Pai de dois filhos fantásticos, sempre entendi que a política é um instrumento de promoção social onde eu pude, posso e poderei fazer bem a um número maior de pessoas num prazo de tempo menor. Por isso dessa vez coloquei meu nome a disposição da sociedade para concorrer ao cargo de vereador e efetivamente fazer mais pela minha cidade.

Hoje entendo estar preparado para assumir essa função que disputo, mas não imaginava ter o destaque que venho tendo e os consequentes ataques baixos que a inveja e o despeito de mesquinhos provocam. Não tenho medo porque tenho uma conduta ereta, mas me decepciona ver seres humanos descendo tão baixo.

O fato importante é que sempre fui movido única e exclusivamente pela vontade de marcar meu nome positivamente na história como um homem de atitudes certas que causam efeitos positivos na vida das pessoas.

Resumidamente é isso !


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon