• Carlos Guglielmeli

Em reunião com moradores do Esplanada I, pré-candidato a prefeito faz 04 promessas das quais 03 são


A sociedade não pode ter sua inteligência tão subestimada, tão pouco cair em promessas tão claramente falsas. Foram esses mesmos tipos de artimanhas que elegeram o atual governo e fez nossa cidade andar para trás cerca de uma década em quatro anos.

O vereador pré-candidato a prefeito prometeu que se for eleito vai construir uma Rodoviária Interestadual, uma passarela na Cidade Jardins, uma faculdade pública e vai implantar a guarda municipal.

É um absurdo inimaginável para mim prometer tantas coisas obviamente fora de sua alçada.

1) A passarela da Cidade Jardins é uma contrapartida da Via 040 que administra a BR por concessão do Governo Estadual de Goiás. Será feita de qualquer forma, sem nenhuma interferência do candidato;

2) A implantação da Guarda Municipal já é uma realidade para inglês ver protagonizada pelo atual governo. A prefeita está criando a corporação sem criar uma nova carreira, apenas mudando a denominação dos vigilantes já existentes nos quadros da cidade;

3) A faculdade pública já é uma realidade com terreno doado para UEG ainda no tempo da ex-prefeita Leda Borges e com emendas parlamentares para sua construção já liberadas.

Quanto à Rodoviária Interestadual, eu também duvido das verdadeiras intenções e capacidade de realizar, mas não tenho os mesmos álibis técnicos que tenho para dizer que as outras promessas são “historinhas para boi dormir”.

Não é crível que alguém seja inocente ao ponto de acreditar nessas promessas cujo a competência nem passa perto de um prefeito.

Com 75% de seus compromissos comprovadamente fantasiosos o vereador e pré-candidato Afrânio Pimentel está compulsoriamente reprovado.

Em reunião com os pré-candidatos a vereador do PSDB, PP, PTC, PHS e PSDC a conhecida Drª Zeli Fritsche disse uma frase que cai como uma luva neste episódio e alerta para os perigos de um mandato baseado neste tipo de campanha: A maneira como se conduz uma eleição é o modo como se governa”.

(Zeli Fritsche)

Preciso dizer mais alguma coisa?


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon