• Carlos Guglielmeli

Valparaíso precisa de uma Lava-Jato municipal, para frear as supostas bandalheiras do atual governo


O que esse governo anda fazendo é caso de polícia ou ao menos merece uma investigação bem minuciosa.

A prefeitura não deu o reajuste do Dissídio dos servidores públicos, pois segundo eles não tem dinheiro para isso.

A prefeitura não contrata, desobedecendo ordens judiciais, os concursados que ela mesma avaliou e aprovou, pois segundo a prefeita PTista Lucimar, a cidade não tem dinheiro para lhes pagar salários.

Mesmo assim, negando o dissídio e a nomeação dos concursados aprovados, a prefeita PTista tem a desfaçatez de mandar para a câmara um projeto criando 244 cargos em comissão sem Dotação Orçamentária.

O Vereador Marcus Vinícius fez a denuncia dessa tramitação em sua rede social durante a cessão parlamentar dessa sexta-feira 03/junho/206 e o “print de sua tela” correu a cidade inteira causando indignação e um estado de alerta em todos.

Estão abusando muito, há quem avalie esse ato como um murro do governo na cara do povo com o dedo médio sendo mostrado em seguida. Imagine a cena.

Em ano eleitoral, depois de ter deixado a cidade abandonada por três anos e com tantos assuntos inacabados usando a justificativa de falta de dinheiro, querer criar 244 novos cargos justamente na pasta da saúde, que é comandada pelo Walter Mattos, o secretário condenado por mau uso de dinheiro público, é muito suspeito. Muito suspeito mesmo.

A grande suspeita é que esses 244 cargos não passem de cabos eleitorais ilegais e pagos sorrateiramente com dinheiro público, que irão trabalhar nas campanhas de governistas como o Prof. Silvano, a Vereadora Ângela Pessoa, o Presidente da Câmara Elvis Santos e do candidato a prefeito do PT.

Tal suspeita não pode ser recriminada pelos suspeitos de se beneficiar da “bandalheira”, pois ela é altamente plausível.

A população precisa ficar muito alerta para o uso eleitoreiro que o governo PTista pode fazer com do dinheiro público. É importante não cair nessas armadilhas.

Ainda vamos falar em publicações posteriores sobre alguns repasses MILIONÁRIOS, supostamente para a cultura, que estão gerando muitas suspeitas plausíveis.

Olhos abertos, bem abertos.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon