• Carlos Guglielmeli

Afinal de contas, porque o MST e o MTST ainda existem?


A pergunta não quer calar nas mentes livres é o porque os sem terras ainda estão sem terras e os sem teto ainda estão sem teto sendo que a quase a quase 14 anos estamos sob o governo do qual eles mesmos fazem parte efetiva?

O PT quando oposição fomentou essas entidades de sociedade civil organizadas, na época a suposta finalidade era a luta por moradia e terras, foram instrumentos e armas poderosíssimas nas mãos do Partido dos Trabalhadores para pressionar e expor os governos aos quais se opunham da maneira que lhes convinha.

Passados uma década e quase meia com o PT no governo o número de sem teto e sem terras aumentou, ficando claro que não há nenhuma verdade na luta que dizem empreitar. Estão enriquecendo às custas dos impostos pagos pela sociedade verdadeiramente trabalhadora.

Está evidente, diante das manifestações atuais, que o dinheiro público despejado nesses movimentos se reverte em apoio incondicional ao governo PTista. Claramente que esses grupos hoje não passam de uma “claque do PT”, suas finalidades sociais foram completamente substituídas pela agenda do governo.

Bem pagos esses movimentos se manifestam em apoio ao PT, seus integrantes e aliados. Óbvio, não querem perder a mamata dos milhares de Reais repassados a eles pelo governo. Dinheiro fruto do suor dos brasileiros que verdadeiramente trabalham.

A desfaçatez do MST ficou evidente quando um grupo seu foi fotografado na caríssima New York onde foram apoiar a presidente Dilma. Será que eles foram parar ali com que dinheiro, quem está pagando essa conta?

Algo precisa ser feito para controlar os gastos públicos com esses grupos e suas verdadeiras finalidades para frear seus desvios de função.

Viajar para New York não custa menos que R$ 6 MIL por pessoa. Como um trabalhador do campo e sem terras ou uma pessoa que não tem nem uma casa para morar está gastando essa grana toda?

Me custa imaginar que alguém ainda acredite nas finalidades do MST e do MTST.

Enquanto os cidadãos de bem trabalham para um dia ir a Calda Novas, os “sem teto e os sem terra” se divertem na linda e caríssima New York, tudo por conta dos trouxas.

Isso pode?


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon