• Carlos Guglielmeli

Em tempos de desilusão total, como escolher um pré-candidato a prefeito e vereador para apoiar?


Diante de tudo o que estamos presenciando, o ato de votar por si só já é desinteressante, imagine analisar e escolher os candidatos? Porém isso é necessário fazer e parte daí a possibilidade de reverter tamanha bandalheira pública no país.

Para 68% da população brasileira, o primeiro quesito para escolherem seus pré-candidatos municipais é que não sejam do e não apoiem o PT. As razões são obvias.

Depois dessa exclusão como escolher, principalmente agora quando o pleito é municipal e por isso tão cheio de candidatos? Abaixo vou enumerar alguns quesitos que acredito serem importantes.

  • Prefeito

  1. Não ter mácula de fato, ser ficha limpa;

  2. Ter um projeto de cidade que busque o bem comum e o conforto/segurança social;

  3. Ter conteúdo e conhecimento técnico para fazer a administração pública. Nada de populismos;

  4. Ter uma conduta sóbria, sem ligações com ilicitudes ou possibilidades de ligações com coisas obscuras;

  5. Ser franco ao ponto de propor aquilo que seja possível cumprir. Nada de promessas faraônicas;

  6. Estar disposto a enfrentas todas as dificuldades e situações inerentes ao cargo, sem se esconder em justificativas;

  • Vereador

  1. Não ter mácula de fato, ser ficha limpa;

  2. Ter um plano de atuação que ajude a cumprir o projeto de sociedade melhor;

  3. A escolha não pode ser feita porque o candidato é popular, ou da sua igreja, ou do seu ciclo de amigos de boteco. O pré-candidato precisa ter conteúdo e conhecimentos técnicos para exercer a função;

  4. Ter um comportamento dentro da legalidade, sem envolvimentos obscuros;

  5. O pré-candidato tem de ter características de bom ouvinte e de fácil acesso, que goste de atender as pessoas, pois ele é a interlocução entre povo e prefeitura;

  6. Estar disposto e ter condições para elaborar meios de ajudar o executivo a entregar para a sociedade os serviços públicos que ela merece e deseja.

Existem muitos outros quesitos que poderíamos enumerar, mas se o eleitor se atentar para, somente essa meia dúzia, estaremos com a cidade muito bem encaminhada.


Carlos Guglielmeli

O nosso objetivo é comentar as notícias com uma pitada de avaliação pessoal. Aqui a primeira pessoa, tanto singular como do plural, não são proibidas nos textos.

Boa leitura!

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon