Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas

January 01, 2020

A primeira coisa que devemos fazer é definir essa atividade de criar vida aquática em espaços artificiais e .

 

aquarismo ou aquariofilia é a prática de criar peixes, plantas e outros ornamentos aquáticos, em recipientes de vidro, acrílico ou plástico conhecidos como aquários, ou em tanques e lagos naturais ou artificiais para fim ornamental ou de estudo.

 

O aquarismo, assim como o paisagismo, é uma atividade que combina necessidade de um senso estético e conhecimentos técnicos diversos, como biologia e química básica. Nada complicado, somente algumas noções.

 

O primeiro mito que deve ser desmistificado é de que  os melhores aquários para se iniciar no hobby são os aquários menores. Mito, quanto maior o aquário, melhor para o iniciante. O aquário grande tem mais espaço físico para manuseio e por ter um volume maior de água, as mudanças  de parâmetro (mais a frente vou explicar o que são esse parâmetro) em um aquário grande é bem mais lenta que em pequenos e os fatores externos precisam ser bem mais robustos e duradouros para mudar ou contaminar um tanque de maior volume. Como exemplo imagine o efeito de jogar um caneco de coca-cola em um aquário de 25 litros, agora imagine o efeito de derramar a mesma quantidade em um tanque de 300 litros. Deu para entender?

 

A segunda coisa a fazer é escolher os peixes de maneira correta. Aff, essa é a parte mais difícil da montagem, pois a primeira coisa que nos acomete é a emoção e a ansiedade, ai compramos todos os animais que achamos "bonitinhos" misturamos, como eu mesmo fiz, Kinguios (os japoneses gordinhos) com Acarás Bandeira (O Gil do filma Procurando Nemo). Nada haver um com o outro, o primeiro extremamente pacífico, bobão, natural de águas frias e alcalinas, o segundo é natural de águas ácidas, mais quentes e extremamente territorialista e bom de briga. Está pedindo para um matar o outro.

 

Na hora de comprar os animais o certo seria perguntar o nome de cada animal pelo qual se interessou e pesquisar suas características e comprar aqueles que tenham essas características semelhantes. Lojas mais especializadas, aquelas que se concentram apenas em aquarismo, normalmente são conduzidas por conhecedores e se formos em uma com fama de honesta, o atendente não vai nos vender o que me venderam na minha primeira formação.

 

Não aconselho que alguém inicie no mundo do aquarismo com um "plantado", pois as plantas dão muito trabalho e exigem um equilíbrio de diversos fatores, todos ao mesmo tempo.

 

Agora vem o maior pecado do iniciante, normalmente compramos os peixes e tudo mais na mesma hora e saímos correndo para casa para montar tudo e colocar os bichinhos para nadar. Eu sei que é difícil fazer isso, mas o certo é não comprar os animais no primeiro momento, levar o aquário para casa e coloca-lo para funcionar como se os animais estivessem lá e deixa-lo funcionando completo dessa forma por 03 a 04 semanas. Fazer isso chamasse "ciclar" o aquário. Estranho né? Mas agora entramos na parte mais complexa da criação do nosso ecossistema particular, a filtragem / reciclagem da água.

 

Feito a escolha do tanque, dos animais do substrato (terrinha ou castalhos do fundo), dos ornamentos e dos peixes é preciso comprar o filtro. Parte fundamental para a criação daquele pequeno mundo. Imagine você confinado anos e anos trancado em um quarto sem nada, onde você tenha de se alimentar e fazer suas necessidades básicas. Logo vai adoecer por consequência do apodrecimento de tudo. O filtro funciona como um aspirador que suga todas as sujeiras, as purifique e as liberem no tempo.

 

O indicado para a filtragem é que tenha uma vazão de 5 a 10 vezes o volume de água do aquário por hora. Esse 05 ou 10 vezes vai ser definido pelas espécies de animais escolhidos, se sujam muito e ou comem muito, se são especies que prefiram mais ou menos movimento na água.

 

A filtragem é um dos fatores determinantes para o sucesso de seu aquário. Classifique a filtragem como o pulmão ou coração do aquário. É através da filtragem que teremos água limpa e de qualidade, deixando-a cristalina, inodora e habitável para peixes e plantas de todos os tipos.

 

Na natureza a água é renovada a todo instante, onde os resíduos são rapidamente decompostos e diluídos. No aquário, um sistema fechado e com pouca água, isso não ocorre, podendo se tornar um ambiente extremamente tóxico a curto prazo.

 

Estes resíduos incluem a amônia liberada a partir de restos de fezes, alimentos não consumidos e outros materiais em decomposição. Mesmo em pequena quantidade, a amônia poderá matar seus peixes rapidamente. Obviamente que alimentação excessiva, muitos peixes ou peixes grandes em pouco espaço, aliado a filtragem deficiente, a probabilidade de surgir amônia é bastante. Para tanto, você precisará de uma filtragem eficiente para manter a qualidade da água.

 

Por isso a necessidade de se investir em uma filtragem eficiente e funcional. Podemos afirmar com exatidão que a maioria das causas de doenças e moléstias em nossos peixes ocorrem devido a problemas com a qualidade da água, portanto não pense em economizar neste item.

 

Basicamente existem três tipos de filtragem: biológica, química e mecânica.

Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas (Filtragem BIOLÓGICA)

January 01, 2020

Filtragem Biológica

 

Como o próprio nome indica, é feita por bactérias que utilizam oxigênio para realizar processos como a decomposição de matéria orgânica proveniente de resto de alimentos, folhas mortas, etc.

 

As bactérias benéficas estão aderidas em sua maior parte em colônias fixadas em qualquer superfície como nos vidros, substrato, enfeites, plantas e mídias localizadas dentro do filtro destinado a filtragem biológica. Existe ainda uma quantidade infinitamente inferior de bactérias em suspensão na água. Elas atuam permanentemente para se ter o equilíbrio desejado em nosso pequeno ecossistema. Resumidamente elas decompõem a amônia (letal para os peixes) em compostos menos tóxicos (Nitritos e Nitratos).

 

Plantas também absorvem amônia e muito mais rápido que a absorção dos nitratos, possuindo uma competição saudável entre plantas e bactérias pela amônia dissolvida. Para as bactérias benéficas sobreviverem necessitam apenas de um local para se alojarem e nutrientes (Nitrogênio e Oxigênio).

 

Normalmente as mídias destinadas a filtragem biológica, devem ficar alojadas dentro do filtro logo após a filtragem mecânica, devido a colônia de bactérias já receber água livre de detritos maiores, retidos pela filtragem mecânica. A filtragem biológica, como se pode observar, é vital para o aquário, no entanto, ela ocorre relativamente lenta, principalmente em aquário recém montado ou instáveis.

Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas (Filtragem QUÍMICA)

January 01, 2020

Filtragem química

 

Este tipo de filtragem tem como objetivo eliminar substâncias a nível molecular, onde a filtragem mecânica não retém tais substâncias.

 

Estas substâncias podem ser polarizadas (íons) e não polarizadas (moléculas). Ela é feita exclusivamente pelo carbono ativado (carvão ativado) ou similares, que retêm as moléculas através de micróporos do carvão ativado retirando odores e gases existentes na água.

 

Muitos aquaristas dispensam o uso da filtragem química devido a absorção de nutrientes requeridos pelo sistema do aquário, como em aquário com plantas. Outros aquaristas são a favor do uso, devido a este esgotamento de nutrientes minerais ocorrer naturalmente com o decorrer do tempo. O fato é que variando o tipo da montagem e necessidade, o aquarista deverá analisar criteriosamente se compensa seu uso.

 

O uso de mídias destinadas a filtragem química deverá ser suspenso enquanto estivermos administrando medicamentos ou qualquer outro elemento, como fertilizante líquido por exemplo, ele absorverá de modo seletivo prejudicando o resultado esperado.

 

A quantidade de carvão ativado utilizado poderá variar de 1g/L a 2g/L conforme necessidade, e deve-se trocá-lo mensalmente.

 

Atualmente também está disponível no mercado resinas renováveis, elas fazem a mesma função do carvão ativo, porém, pode-se regenerar as resinas após lavagem em água sanitária. A vantagem deste é que seu uso é prolongado. Embora possua valor mais elevado que o carvão ativo, a médio prazo acaba compensando seu uso.

Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas (Filtragem MECÂNICA)

January 01, 2020

Filtragem Mecânica:

 

Através deste tipo de filtragem, retêm-se as partículas maiores (orgânicas e inorgânicas) suspensas na água. Geralmente é feita através de materiais como a esponja ou perlon (manta acrílica). Preferencialmente deve ser o primeiro estágio do filtro, funcionando como um coador e liberando a água mais pura para os demais processos de filtragem, evitando entupi-los fisicamente. Deve-se trocar as estes elementos a medida irá saturar e começará a surgir problemas.

 

Ordem de filtragem:

 

Como foi indicado acima, preferencialmente devemos ter o 1º estágio com a filtragem mecânica, em seguida a filtragem química e biológica ou biológica e química, de acordo com o padrão de posicionamento das mídias de seu filtro.

 

=> Abaixo vamos relacionar alguns tipos de filtros mais utilizados por iniciantes. O Canister e o Samp não são muito comuns para principiantes, o primeiro por conta do velor do investimento e o segundo por conta do espaço ocupado que exige um projeto pré-concebido:

Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas (Filtros externos HANG ON)

January 01, 2020

Filtros Externos Traseiro (Hang On)

 

Seu nome também já indica o tipo de filtro. Funciona externamente, onde a água circula através dele e volta para o aquário por processo de gravidade ou bombeamento. É considerado o filtro de melhor custo benefício e atualmente existem diversos modelos e marcas para todo gosto e bolso. Em geral todos os modelos contêm refil contendo a filtragem química/mecânica/biológica, mas podemos personalizar a filtragem de acordo com a necessidade do aquário.

 

Filtros de pendurar (internos)

 

Filtro bastante prático para ser utilizado em aquário, principalmente como segundo filtro ou reserva em alguma emergência, ficando pendurado no vidro. Seu método de filtragem consiste em uma bomba que puxa a água do aquário, forçando a passagem pelo compartimento do filtro onde podem ser colocados diversos materiais filtrantes, retornando ao aquário.

 

Normalmente possui fluxo forte, atente para o seu uso quando houver peixes muitos pequenos ou alevinos que poderão ser facilmente sugados pelo filtro. Neste caso deixe a vazão regulada para um fluxo mais lento ou proteja a entrada do filtro com alguma tela ou similar, evitando que os peixes sejam sugados.

Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas (Filtros Internos CHUVEIRINHOS)

January 01, 2020

Filtros Internos

 

Similar aos filtros de pendurar. Como o próprio nome sugere, é utilizado internamente ao aquário onde uma bomba submersa é acoplada a um compartimento. Ela fará com que a água passe no compartimento efetuando a filtragem de acordo com a mídia filtrante utilizada dentro dele. Possui a desvantagem de ocupar espaço internamente, por isso não é recomendado seu uso em pequenos aquários.

Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas (Filtro CANISTER)

January 01, 2020

Filtro Canister

 

Seu nome diz tudo (canister = reservatório). Este tipo de filtro consiste em um reservatório, onde ficará alocado todos os elementos filtrantes, acomodados em prateleiras ou gavetas. O fluxo de água passará verticalmente ou horizontalmente, dependendo do tipo de canister. Certamente estes filtros são um dos melhores atualmente, o ponto negativo é seu valor proibitivo, mas que pode ser um bom investimento devido a uma grande opção de configurações que pode ser utilizado pelo aquarista conforme a necessidade do aquário.

 

Este tipo de filtro fica fora do aquário, ocasionando a liberação de mais espaço interno para os peixes, existem versões compactas que ficam inseridas dentro do aquário, mas ambos são excelentes.

Dicas para montar o primeiro aquário ou tirar algumas dúvidas (Filtro SUMP)

January 01, 2020

Filtro Sump

 

Este tipo de filtro se baseia em um aquário reservatório adicional, onde a água do aquário principal é coletada através de gravidade ou sifonagem, passa pelo aquário reservatório formado com diversos elementos filtrantes, separados por seções, e retorna a água através de bombeamento para o aquário principal. O volume de água do aquário reservatório (tamanho) deverá ser no mínimo de 20% do total do aquário principal, quanto maior melhor.

 

Um dos principais aliado a este tipo de filtragem é sua facilidade de manutenção. Seu único inconveniente será se teu aquário já estiver montado, uma vez que algumas montagens com este tipo de filtro poderá exigir furos ou cortes no vidro do aquário. Recomendado principalmente para aquários de grande porte e que possuem peixes grandes.

 

Em uma próxima postagem vamos falar sobre manutenção e parâmetros. 

 

Quem quiser mandar alguma sugestão entre na aba contato.

 

As costumeiras faltas de energia em Valparaíso e o consequente desespero do aquarista no entorno do DF

January 01, 2020

O aquarismo é um hobby em expansão em todo o país e não seria diferente em nossa região, há quem o tenha como uma terapia contra o Stress, a ansiedade e ou até contra a depressão, além de uma grande diversão.

 

No aquarismo o “artista” ou o “paisagista” (me arrisco a chama-los assim por conta dos layouts fantásticos que vemos em muitos aquários) cria um verdadeiro ecossistema particular onde o equilíbrio é a chave do negócio.

 

Um aquário é muito mais que água, enfeites e peixes, em um aquário é necessário haver um equilíbrio nas espécies de animais escolhidos, depois disso uma adaptação do ambiente (parâmetros da água como “PH, Temperatura, dureza, amônia, nutrientes e outros ).

A falta de energia em períodos longos, o tempo de reação depende de vários fatores como população e qualidade atual, pode provocar reações desastrosas que chegam à mote de animais de maneira unitária e o pior, a morte dos agentes equilibradores de parâmetros que provoca a morte coletiva.

 

Em um animal, mesmo aqueles que compramos por R$ 3,00 a unidade, tem um grande valor afetivo agregado, tem todo o valor do tempo empregado para que aquele animal se desenvolva e muito mais. Porém na hora das consequências ruins dessa falta de energia a empresa energética trata do assunto como apenas um bem material. Chega a ser ofensivo.

 

Para superar tanto descaso público o aquarista precisa gastar muito dinheiro e energia pessoal com soluções paliativas.

 

Fica a dica para os novatos de procurarem aconselhamento com os mais experientes para que montem layouts mais seguros e mais preparados para enfrentar esses momento. Em outra oportunidade vamos falar disso.

Vamos dar início a uma séria de publicações para falar de Aquarismo

December 02, 2019

O aquarismo é um hobby dos que mais crescem hoje em dia. Com opções variadas de prática e uma instigante necessidade de conhecimentos múltiplos se tornou diversão e terapia.

 

Estou abrindo este espaço para dar início um canal de troca de informações e experiências.

 

Quem quiser contribuir pode mandar sugestões para o e-mail carlosguglielmeli@gmail.com

Please reload

Carlos Guglielmeli

Nesste espaço vamos falar sobre o hobby, a terapia, o vício apaixonante do aquarismo.

Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Blogger Social Icon
  • Instagram Social Icon